História da Descolonização e do Neocolonialismo. O caso Angolano. – Marcelo Bittencourt

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE
Centro de Estudos Gerais
Instituto de Ciências Humanas e Filosofia
Área de História
Departamento de História
Curso de Graduação em História

Professor: Marcelo Bittencourt

Disciplina: História da Descolonização e do Neocolonialismo. O caso Angolano.

Eixo Cronológico: Contemporânea    Linha Temática:

Período: 2/2008        Turma: A1

Horário: 4fª. 10/12 e 6fª. 10/12

Ementa:
Descolonização e Neocolonialismo: conceitos e temas em debate.

Estudo de caso: Angola.

A expansão do colonialismo português no século XX.
O processo de assimilação e o fechamento das possibilidades de contestação dentro do quadro da legalidade.
As alterações legais e o trabalho forçado.
Os exemplos de luta e de independência no continente.
O crescimento econômico da colônia nos anos 60 e a internacionalização dos investimentos.
A formação dos movimentos de libertação (FNLA, MPLA e UNITA).
As alianças e apoios internos e externos.
A luta anticolonial no contexto da Guerra Fria e do salazarismo.
O contexto da África Austral.
O 25 de Abril e o processo de descolonização. A independência e a permanência do conflito.
A interpenetração Partido/Estado.
O crescimento da corrupção e da desesperança.
Os acordos e a eleição de 1992.
O retorno aos combates e a lógica da guerra.
A Paz e o crescimento acelerado da economia angolana.

__________Programa de Disciplina___________

Título do Programa:

Objetivos:
Identificar os principais atores: movimentos de libertação, potências regionais e internacionais, aliados e inimigos.
Problematizar o surgimento de uma guerra civil antes mesmo da independência.
Compreender a internacionalização dos conflitos angolanos.
Caracterizar as diferentes teses explicativas dos conflitos angolanos.

Unidades:
Unidade I – A expansão do colonialismo português no século XX.
1.1 O processo de assimilação
1.2 As alterações legais e o trabalho forçado.
1.3 A expansão do café.
1.4 Os exemplos de luta e de independência no continente.
1.5 O crescimento econômico da colônia nos anos 60 e a internacionalização dos investimentos.

Unidade II – Os movimentos de libertação.
2.1 A formação dos movimentos (FNLA, MPLA e UNITA).
2.2 As alianças e os apoios internos e externos.

Unidade III – A guerra colonial.
3.1 A luta anticolonial no contexto da Guerra Fria e do Salazarismo.
3.2 O contexto da África Austral.
3.3 As fases da guerra.
3.4 As dissidências dos movimentos de libertação.

Unidade IV – O 25 de Abril e o processo de descolonização.
4.1 O governo de transição.
4.2 Nova ou velha guerra?
4.3 A independência.

Unidade V – O pós-independência.
5.1 A interpenetração Partido/Estado.
5.2 O crescimento da corrupção e da desesperança.
5.3 O crescimento da UNITA e seus aliados externos.

Unidade VI – Os acordos na África Austral.
6.1 A saída dos soldados cubanos.
6.2 As eleições de 1992.
6.3 O retorno aos combates e a lógica da guerra.
6.4 A Paz em 2002.

Bibliografia de Referência:

ANTUNES, José Freire. A Guerra de África (1961-1974). Lisboa: Círculo de Leitores, v. I e II, 1995.
BENDER, G. Angola sob o domínio Português: Mito e Realidade. Lisboa: Sá da Costa, 1980.
BETHENCOURT, Francisco e CHAUDHURI, Kirti (dir.). História da Expansão Portuguesa. Último Império e recentramento (1930-1998). Espanha: Círculo de Leitores, v. 5, 1999.
CLARENCE-SMITH, Gervase. O III Império Português (1825-1975). Lisboa: Teorema, 1985.
GUERRA, João Paulo. Memória das Guerras Coloniais. Porto: Edições Afrontamento, 1994.
JAIME, Drumond e BARBER, Helder. Angola: Depoimentos para a história recente (1950-1976). S/l: Edição dos autores, 1999.
MABEKO TALI, Jean-Michel. O MPLA perante si mesmo (1962-1977). Luanda: Nzila, 2001.
MACQUEEN, Norrie. A descolonização da África portuguesa. A revolução metropolitana e a dissolução do império. Mem Martins (Portugal): Inquérito, 1998.
MESSIANT, Christine . Em Angola, até o passado é imprevisível. Actas do II Seminário Internacional sobre a História de Angola (agosto de 1997). Luanda: CNDP, 2000. p. 803-859.
SANTOS, Daniel dos. Sociedade política e formação social angolana (1975-1985). Estudos Afro-Asiáticos, Rio de Janeiro, n. 32, dez. 1997, pp. 209-220

Avaliação:
Duas provas (presencial, individual e sem consulta).

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: