Historia do Poder e Id. Pol. Na Europa Contemporânea – Denise Rollemberg

Historia do Poder e Id. Pol. Na Europa Contemporânea

Professor: Denise Rollemberg

Título do curso: A República de Weimar: Alemanha, 1919-1933

Início: 9 de março; final (previsão): 17 de junho (30 aulas).

Ementa:

Programa: A disciplina pretende introduzir o aluno de graduação na história da Alemanha no período entre as duas Guerras Mundiais, através do estudo da República de Weimar, do seu nascimento (1919), até a ascensão do nacional-socialismo ao poder (1933). Nascida da derrota do império militarista na Grande Guerra, a República esteve profundamente marcada pela aliança com as forças anti-republicanas, antidemocráticas e monarquistas. Durante este período, a Alemanha vivenciou movimentos sociais, artísticos e culturais inovadores e revolucionários nos campos das esquerdas e das direitas. Entre a tradição monárquica, a perspectiva de construção da República e o surgimento do ideário nazista, as tensões e contradições moldaram a identidade da República de Weimar.

Objetivos:

– compreender o nascimento da República alemã, no contexto das tradições imperiais e da derrota na Grande Guerra.

– estudar o processo da Revolução Alemã, sua força e sua derrota.

– compreender o papel da social-democracia alemã, na instauração do regime republicano.

– estudar a evolução política da República de Weimar.

– compreender as contraditórias forças e tendências sociais que se expressaram em organizações (associações) e manifestações culturais.

– compreender a ascensão do nacional-socialismo ao poder.

– compreender a crise econômica e social.

– estudar a chamada “cultura de Weimar”: literatura, artes plásticas, arquitetura, teatro, cinema.

Unidades:

1) 1ª Fase – 1918-1924:  Pós-Guerra, crises e vanguardas.

–  O fim da Grande Guerra e o nascimento da República (1918).

– Revolução e guerra civil.

– O “Ditado de Versalhes” .

–  A Constituição de Weimar.

–  A crise do pós-guerra.

–  O Expressionismo: artes plásticas, literatura, teatro, dança, música, cinema, arquitetura.

–  A Bauhaus (1919-33).

Textos:

  • Peter Gay. Prefácio e Cap.I (“O trauma do nascimento: de Weimar a Weimar”), Cap. IV (“A ânsia pela totalidade”) e Cap. V (“A revolta do filho: os anos do Expressionismo”).
  • S. Kracauer. “Caligari”.
  • Hagen Schulze, cap. 9, “La Gran Guerra y la postguerra (1914-1923).
  • Horst Möller, Cap. 1.
  • Cláudia Valladão de Mattos, “Histórico do Expressionismo” (pp. 41-63), in J. Grinsburg.
  • Marion Fleischer, “O Expressionismo e a dissolução de valores tradicionais”(pp. 65-81), in J. Grinsburg.
  • Ricardo Timm, “Filosofia e Expressionismo” (pp. 83-101), in J. Grinsburg.

Filmes

– O Gabinete do Dr Caligari, de Robert Wiene, 1920.

– Nosferatu, de F. Murnau, 1922.

2) A 2ª Fase 1924-1929: Estabilidade.

– a «estabilidade» econônica.

– a eleição do general Hindenburg (1925).

– o movimento de jovens.

– os «dourados anos 20».

– Berlim: o paradigma da metrópole.

– a Nova Objetividade (1924-1932): artes plásticas, literatura.

– o teatro.

– a arquitetura.

– o cinema.

Textos:

– Berlim: «Explosão artística e contestação», de J. Schebera e Berlim, Parte 3.

– Peter Gay. Cap. VI  (“A vingança do pai: Ascensão e queda da Objetividade”).

– Hagen Schulze, cap. 10, “Esplendor y final de Weimar (1924-1933).

– Horst Möller, cap. 2.

Filme:

– Metropolis, de Fritz Lang, 1926.

3) A 3ª Fase: 1929-1933: Crise e ascensão do nacional-socialismo

– A Alemanha e a crise de 1929.

– O crescimento da extrema-direita; a barbárie.

– A ascensão do nacional-socialismo ao poder.

– o «assassinado da cultura de Weimar».

  • “Weimar no exílio”.

Textos:

  • Berlim: Parte 4
  • S. Kracauer. “Um assassino entre nós”.
  • Horst Möller, cap. 3.

Filmes:

– O Anjo azul, de Josef von Sternberg, 1930, baseado no livro Professor Unrat, de Heinrich Mann (1905).

– Nada de novo no front/Sem novidades no front, 1930, de Lewis Milestone, baseado no livro Nada de novo no front , de Erich Maria Remarque (1928, folhetins em jornal; 1929, livro).

– M, o vampiro de Dusseldorf, de Fritz Lang, 1931.

– Berlin-Alexanderplatz, de Phil Jutzi, 1931, baseado no livro Berlim Alexanderplatz, de Alfred Döblin.

– A Ópera dos três vinténs, de G. Pabst, 1931, baseado na peça teatral A Ópera dos três vinténs, de Bertolt Brecht, 1928).

– Kuhle Wampe, de Slatan Dudow e Bertold Brecht, 1932 (sobre a vida dos operários nos arredores de Berlim).

– Cabaret, de Bob Fosse, 1972, baseado em contos de Christopher Isherwood, 1935 e 1939, publicados como Adeus a Berlim, de 1939.

  • Mephisto, de István Szabó, 1981, baseado no livro de Klaus Mann, 1936.

Literatura:

  • Alfred Döblin (1878-1957). Berlim Alexanderplatz. Rio de Janeiro, Rocco, 1995.
  • Heinrich Mann (1871-1950). O Anjo azul. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1985.

– Erich Maric Remarque. Nada de novo no front. Porto Alegre, L&PM, 2006 (Coleção L&PM Pocket).

– Thomas Mann. Carlota em Weimar (Lotte in Weimar). 2 ed. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 2000.

——- . A Montanha Mágica. Rio de Janeiro, Nova Fronteira.

——– . Tonio Kroeger.

——- . A morte em Veneza.

– Joseph Roth. Berlim. São Paulo, Cia das Letras, 2006.

Autobiografias/Biografias:

– George Grosz. Um pequeno sim e um grande não. Rio de Janeiro, Record, 2001.

Bibliografia:

– AARÃO REIS Filho. A Revolução alemã. Mitos & versões. São Paulo, Brasiliense, 1984. (Col. Tudo é História, nº 90).

– ALMEIDA, Ângela Mendes de. A República de Weimar e a ascensão do nazismo. São Paulo, Brasiliense, 1982. (Col. Tudo é História, nº 58).

– BLANCHARD, Bertrand. L’Allemagne de 1789 à 1870. Paris, Ellipses Éditions, 2004.

  • CARDINAL, Roger. O Expressionismo. Rio de Janeiro, Jorge Zahar Editor, 1984. (Col. Cultura Contemporânea, nº 9).
  • DROSTE, Magdalena, Bauhaus Archiv. Bauhaus. 1919-1933. Berlim, Taschen, 2001.
  • DROZ, Jacques. História da Alemanha. Portugal, Publicações Europa-América, s/d.
  • EISNER, Lotte. A Tela Demoníaca. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1985.
  • ELGER, Dietmar. Expressionismo. Uma revolução alemã na Arte. Kölh, Taschen, 1998 (edição em português).

– ELIAS, Nobert. Os Alemães. A luta pelo poder e a evolução do habitus nos séculos XIX e XX. Rio de Janeiro, Jorge Zahar Editor, 1997.

– FRIEDRICH, Otto. Antes do dilúvio. Um retrato da Berlim nos anos 20. Rio de Janeiro, Record, 1997.

– FURNESS, R. S. Expressionismo. São Paulo, Perspectiva. 1990.

– GAY, Peter. A Cultura de Weimar. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1978.

  • GROPIUS, Walter. Bauhaus: Novarquitetura. 3ª ed. São Paulo, Perspectiva, 1977. (Col. Debates).
  • GUINSBURG, J. (org.). O Expressionismo. São Paulo, Perspectiva, 2002.

– KRACAUER, Siegfried. De Caligari a Hitler. Uma história psicológica do cinema alemão.

– MÖLLER, Horst. La République de Weimar. Paris, Tallandier, 2005.

– PALMIER, Jean-Michel. Weimar en exil. 2 vols. Paris, Payot, 1988.

– PRZEWORSKI, Adam. Capitalismo e social-democracia. São Paulo, Companhia das Letras, 1989.

– RICHARD, Lionel. A República de Weimar. 1919-1933. São Paulo, Companhia das Letras, Círculo do Livro, 1988. (Col. A vida cotidiana).

– ———— (org.) . Berlim, 1919-1933. A encarnação extrema da modernidade. Rio de Janeiro, Jorge Zahar Editor, 1993. (Col. Memória das cidades).

—— . Emil Nolde ou l’obsession de peindre envers et contre tout. Paris, L’Échoppe et Lionel Richard, 2008.

– ROTH, François. L’Allemagne de 1815 à 1918. 2 ème éd. Paris, Armand Colin, 2000.

– ROBINSON, David. O Gabinete do Dr. Caligari. Rio de Janeiro, Rocco, 2000.

– SCHULZE, Hagen. Breve história de Alemanha. Madrid, Alianza Editorial, 2005.

Uma resposta to “Historia do Poder e Id. Pol. Na Europa Contemporânea – Denise Rollemberg”

  1. Títulos dos cursos, ementas e atualização do horário. [Atualizado em 21/01] « História UFF Says:

    […] 10. [GHT04183] Historia do Poder e Id. Pol. Na Europa Contemporânea – Denise Rollemberg […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: